Educação

EJAI realiza oficinas e ensina alunos e servidores a produzirem sabão Publicada em 22/07/2017 12:19:39

Atitude sustentável:

  

 

Na tarde de terça-feira, 18, Alunos da Educação de Jovens Adultos e Idosos - EJAI, que estudam na Escola Municipal Júlia Sabak, participaram de uma oficina do qual puderam aprender como produzir sabão ecológico tanto sabão em barra quanto em líquido. Além dos alunos, funcionários da escola também participaram da aprendizagem.

Para a produção, a oficina teve como instrutor, o professor de matemática, Luís Carlos. Estiveram presentes, a diretora da escola, Eudenildes da Silva, a Coordenadora do Departamento da EJAI, Narcisia Bezerra, e a coordenadora do projeto, professora Josélia de Brito.

O objetivo do projeto além de conhecerem todas as fases do procedimento de produção do sabão, obter renda extra e utilizar o produto em casa e na própria escola. O óleo de cozinha usado na produção foi armazenado da escola pelas zeladoras que acumularam durante o mês para que fosse reutilizado e reaproveitado, os alunos receberam informações sobre os cuidados na hora de manusear os ingredientes da receita para que se tenha uma renda extra. Todo material feito na oficina, será usado na limpeza da própria escola. 

O professor Luís Carlos esclareceu que o sabão produzido é para fins de limpeza doméstica e não pode ser utilizado na higiene pessoal, devido à presença do hidróxido cáustico. “Trata-se de um produto biodegradável, destinado à lavagem de roupas e louça e à limpeza de ambientes”, completou.

Na aula prática, além dos aspectos ecológicos foram trabalhadas as reações químicas e a importância da razão e proporção na confecção da receita.

“Essa é uma forma dos alunos obter uma renda extra, além de fazer para uso próprio em casa. Se gasta pouco para confeccionar o sabão. Além do óleo de cozinha que já é reaproveitável, compramos os outros materiais por menos de dez reais e confeccionamos mais de trinta litros de sabão em líquido, como também o sabão em barra” disse o professor Luís.

Além da oficina de sabão, serão realizadas oficinas para produção de desinfetante e água sanitária, marcenaria – artesanato em madeira e corte e costura. “Fico muito feliz em realizar estas oficinas tanto para alunos como funcionários da escola. Ajuda na sustentabilidade como também uma forma de renda extra para todos que participaram. Essa foi a primeira oficina. Outras de artesanato em madeira, corte e costura, estão no quadro do projeto. Não teremos ilhas na educação, estes projetos serão compartilhados e desenvolvidos nas outras unidades de ensino produzindo excelentes trabalhos”” disse a coordenadora Josélia de Brito.

A EJAI conta hoje como 75 alunos no período da noite, é uma modalidade da educação básica destinada aos jovens e adultos que não tiveram acesso ou não concluíram os estudos no ensino fundamental e no ensino médio.

É importante destacar a concepção ampliada de educação de jovens e adultos no sentido de não se limitar apenas à escolariazação, mas também reconhecer a educação como direito humano fundamental para a constituição de jovens e adultos autônomos, críticos e ativos frente à realidade em que vivem. A idade mínima para ingresso na EJAI é de 15 anos para o ensino fundamental e 18 anos para o ensino médio.


 

Mais em Educação


Receba nossa Newsletter. Deixe seu nome e e-mail!